Como cortisol pode minimizar seus ganhos de músculos!

Saiba como o cortisol pode minimizar seus ganhos de músculos e aprenda o que fazer para diminuir o nível do hormônio do estresse.

Olá irmãos e irmãs ao redor do mundo!

Eu sou o Alex Sanches e hoje vamos falar de um elemento que pode estar contribuindo para o seu não desenvolvimento muscular. Nós vamos falar do cortisol.

Mas Alex, o que é esse tal de cortisol?

Cortisol é um hormônio esteróide secretado pelas glândulas suprarrenais, que estão localizadas dentro do corpo, bem acima dos rins. Assim como tudo dentro de nosso corpo, o cortisol também tem uma função muito importante, ele serve para ajudar o organismo controlar o estresse, reduzir inflamações, contribuir para o funcionamento do sistema imune e manter os níveis de açúcar no sangue devidamente ajustados, bem como a pressão arterial.

A verdade é que há várias razões pelas quais seus músculos não vão crescer, ou simplesmente porque seu desenvolvimento muscular é retardado. E um desses fatores eventualmente pode ser o cortisol, uma vez que esse hormônio é aumenta quando seu corpo está em situações de estresse.

E quando digo estresse, entenda o mesmo por suas diversas faces: estresse emocional, estresse mental e sim, estresse físico (treino por exemplo). Todos esses tipos podem desencadear um aumento de sua produção de cortisol, de modo a originar perda de massa muscular.

Os níveis de cortisol no sangue acabam variando durante o dia pois estão relacionados com sua rotina diária e a serotonina, substância responsável pelas sensações de prazer e bem-estar. Dessa forma, os níveis de cortisol de uma pessoa comum que dorme durante a noite são em geral maiores durante o dia diminuindo gradativamente ao decorrer do mesmo até a noite.

Quando você treina, está imprimindo um ritmo forte de estresse em seu corpo, e isso faz com que seu nível de cortisol no organismo suba a níveis que podem comprometer seu tecido muscular, densidade óssea e até promover o aumento de tecido adiposo (gordura).

Do ponto de vista dos ganhos musculares, quanto mais cortisol é produzido, o tecido muscular quebra ainda mais aminoácidos de suas proteínas para ser convertido em glicose afim de gerar energia. Esse hormônio também acaba comprometendo a síntese protéica dos músculos.

Para resumir então, alguns sintomas do cortisol alto:

  • Perda de massa muscular;
  • Aumento de peso;
  • Aumento da chance de osteoporose;
  • Dificuldade na aprendizagem;
  • Baixo crescimento;
  • Diminuição da testosterona;
  • Lapsos de memória;
  • Aumento da sede e da frequência em urinar;
  • Diminuição da libido;
  • Menstruação irregular;

O aumento de cortisol também pode indicar uma doença chamada de Síndrome de Cushing, que gera sintomas como aumento de peso rápido, gordura acumulada na região abdominal, queda de cabelo e pele muito oleosa.

Alguns sintomas do cortisol baixo:

  • Depressão;
  • Fadiga;
  • Cansaço;
  • Fraqueza;
  • Desejo repentino de comer doces;

Como cuidar então do nível de cortisol dentro do organismo Alex?

  • Durma bem – Falta de sono acentua o nível de estresse;
  • Faça atividades que relaxem e promovam a respiração – Yoga, alongamentos, meditação;
  • Evite treinar por horas – Já disse aqui que se você estiver treinando certo, dificilmente passará de 1 hora de força. Quanto mais treinar, mais estresse será acumulado em seu corpo;

Conheço pessoas que treinam 6 vezes por semana, 2 horas por dia. Ou seja, elas se dão apenas um dia de descanso. Se você quer ganhar massa muscular, esse definitivamente não é o caminho!

Fico por aqui hoje!

Clique aqui para receber GRATUITAMENTE 3 vídeos de como começar a treinar da forma correta, mais 2 e-books exclusivos, 12 Receitas para Hipertrofiar e o e-book Hipertrofia Sem Mistérios.

E se você está em busca de motivação, inscreva-se aqui também GRATUITAMENTE para que eu te envie um super material que com toda certeza poderá transformar sua vida.

Te encontro no próximo post!

Forte abraço!

Alex Sanches

 

[Total: 2    Média: 3/5]

No Comments Yet.

Responder

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *